Programa EB-5: As regras vão mudar.

Pensando em morar na América? Saiba mais sobre o custo e qualidade de vida no TEXAS

por: Marcelo Rio | Jornalista

Diversas pesquisas recentes vêm apontando o Texas como o melhor ou um dos melhores lugares para morar e fazer negócios nos Estados Unidos. Trata-se de um estado extenso e com muita diversidade em termos de paisagens, oportunidades profissionais e cultura. 
Já há algumas décadas, mas especialmente nos últimos anos, o estado tem atraído muitos brasileiros que vão a procura de empregos, educação e uma qualidade de vida melhor no lugar que tem fama de ter tudo exagerado, seja no tamanho dos carros, porções de comida, chapéus etc. 

Para quem gosta de calor, o Texas é quente e em muitos dias de verão, a temperatura  chega próxima ou passa dos 40°. Já no inverno, pode bater zero grau ou até mesmo -2°, mas é raro nevar e quando ocorre, é por poucos dias, não chegando a ser como em outros estados como os do norte, onde a neve e as baixas temperaturas até impedem as pessoas de saírem para trabalhar e estudar. A primavera é a estação ideal com uma temperatura muito agradável. Também são comuns mudanças bruscas como um dia estar 25º e no outro 3º. A primeira constatação que podemos fazer, é que  o custo de vida no Texas é mais interessante do que em praticamente todos os estados. Apesar de em muitos casos, o trabalhador ganhar um pouco menos, ele consegue viver melhor, pagar as despesas normais e ainda poupar. Para quem pretende investir, a boa notícia é que o Texas vive um “boom” de crescimento já há alguns anos e especialistas afirmam que o estado ainda oferecerá ótimas oportunidades de negócios por muito tempo. Separamos três grandes cidades do Texas para avaliar o custo de vida e suas características: Dallas, Houston e Austin.


DALLAS

Com cerca de 1,5 milhão de habitantes é o município mais populoso do chamado Dallas/Fort Worth Metroplex (DFW), que é o nome adotado para chamar a região metropolitana do Texas que conta ao todo com mais dez cidades e um total de 6,5 milhões de moradores. É como imaginarmos São Paulo e as várias cidades coladas, como Barueri e São Caetano.
Dallas vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, houve um forte investimento em infraestrutura e muitos postos de trabalho em diversos segmentos foram abertos. Com isso, o custo de vida subiu um pouco, mas ainda é bem atrativo para quem vem de fora. A cidade e toda a região que a cerca têm uma quantidade gigantesca de opções de lazer, muitas gratuitas como lagos e parques. Também há shoppings, festivais o ano inteiro, ranchos e fazendas para passar um ou mais dias e diversas áreas para praticar esportes.

Imóveis em Dallas

Em termos de imóveis para alugar ou comprar, a melhor dica é pesquisar nos subúrbios e na DFW, pois além dos preços serem mais em conta, os imóveis são maravilhosos e há uma tranquilidade bem maior do que residir no centro.

Nos subúrbios ou na DFW é possível encontrar um apartamento grande, de dois quartos por preços entre US$ 1.200 e US$ 1.400 e os de três quartos por preços entre US$ 1.300 e US$ 1.500. As casas (focando em imóveis bons) com dois ou três quartos ficam praticamente na mesma faixa de preço, claro que dependendo do tamanho e bairro, podem estar um pouco acima, mas com muita paciência, é possível encontrar algo realmente excelente por um preço convidativo.Já no centro de Dallas, um apartamento pode ser encontrado a partir de US$ 1.800 passando até dos US$ 3 mil dólares
Para quem quer comprar (o mais indicado por especialistas), a dica tanto em Dallas, como em Houston e Austin é pesquisar por casas, pois como são regiões grandes, há imóveis incríveis com preços que seriam inimagináveis em vários estados americanos. Uma belíssima casa de três quartos e espaçosa pode ser encontrada em Dallas por preços a partir de US$ 250 mil dólares; já uma casa um pouco mais modesta, mas ainda assim, aconchegante, bonita e com três quartos, é facilmente encontrada por US$ 200 mil. Para os que querem um imóvel luxuoso, há muitos que são verdadeiras mansões, dignas de filmes, com quatro ou cinco quartos e muito luxo em todos os cômodos, começando por volta de US$ 800 mil dólares. Já as mansões que mais parecem palácios e possuem oito ou mais quartos, chegam a custar de US$ 3 a US$ 8 milhões.

HOUSTON 

Além da segurança, podemos destacar como pontos fortes da cidade, a qualidade das escolas públicas e das universidades como a de Houston, a do Texas, a A&M e a Rice University. Houston é referência em áreas como manufatura, saúde, aeronáutica, transportes e indústrias de energia. É a cidade mais populosa do Texas, com pouco mais de 2, 3 milhões de habitantes. Por ser uma cidade grande, ninguém ficará entediado em seus dias de descanso. Há muitos museus, parques, zoológico, shoppings, o Centro Espacial da NASA etc.

Imóveis em Houston

Para quem tem filhos, a melhor opção é morar nos subúrbios, pois é lá que ficam as melhores escolas. Sem contar o valor dos imóveis para comprar ou alugar que são bem mais em conta que no centro. Mas se você não tem filhos e quer residir no centro, o valor do aluguel de um apartamento é mais alto. Essa região central é chamada de inner loop, os imóveis são menores e o metro quadrado mais caro. Um bom apartamento de dois quartos custará uma média de US$ 1800 a US$ 2200. Indo para os subúrbios, os preços caem e o tamanho dos imóveis aumenta. Um bom apartamento pode custar a partir de US$ 800 até US$ 1500. Já uma casa de dois quartos, bonita e espaçosa fica entre US$ 1300 e US$ 1800.

Se a pessoa tem condições de comprar um imóvel, os especialistas afirmam que não se deve pensar em aluguel, pois além de estar investindo em algum que se tornará seu, ainda verá sua aquisição se valorizando constantemente. 

Em Houston, a dica também é comprar nos subúrbios, onde há opções fantásticas. Uma casa simplesmente esplendorosa de quatro quartos e muito espaçosa pode ser comprada por pouco mais de US$ 300 mil. Outras, um pouco menores, mas ainda lindas e também com quatro quartos, por pouco mais de US$ 200 mil. Já para os que podem e querem investir em uma mansão, há opções de algumas que mais parecem um hotel cinco estrelas, com nove quartos, piscina enorme e muito luxo na faixa de US$ 2 milhões (em muitos estados, o mesmo tipo de imóvel chega custar o dobro).

Pelo fato dos subúrbios de Houston serem muito extensos, é preciso pesquisar com tempo para conseguir conciliar um ótimo negócio, onde haja uma boa escola (caso tenha filhos) e avaliar a distância para o trabalho.

AUSTIN

Muitos não sabem, mas Austin é a capital do Texas, a confusão ocorre porque Dallas é a cidade texana mais conhecida, porém quem pretende trabalhar ou investir, certamente ficará surpreendido com Austin.

Com pouco mais de 950 mil habitantes, a cidade é considerada a mais moderna e liberal do Texas. Foi a primeira a aderir à reciclagem e a banir o fumo em recintos fechados. Há um grande número de estudantes vivendo em Austin, pois nela está o campus principal da Universidade do Texas (que tem mais de 50 mil alunos). Além disso, há muitos estrangeiros e pessoas vindo de todas as partes dos EUA.

A cidade abriga empresas importantes na área de tecnologia como Dell, Apple, Amazon, IBM, Google, Facebook, 3M, Activision Blizzard, Oracle e muitas outras. Também tem atraído investidores de outros segmentos e possui uma taxa de desemprego baixa.

Não é uma cidade exatamente turística, mas para quem decide morar nela, opções para se divertir não faltam, como parques, locais históricos, excursões para passeios de bicicleta, praticar esportes ao ar livre, rios para nadar ou passear de barco, muitos bares com música ao vivo etc.

Imóveis em Austin

Não há muita oferta de apartamentos, portanto, o melhor mesmo é procurar uma casa. Se for para alugar, os preços variam bastante, mas uma com padrão bom e com três quartos, pode ser encontrada em um ótimo subúrbio por preços entre US$ 1700 a US$ 2 mil. 

Se a intenção for comprar, novamente aquela procura com calma permitirá encontrar oportunidades fantásticas, como casas esplendorosas de quatro quartos por US$ 260 mil, outras de três quartos, por US$ 190 mil. Já para quem pensa em algo de muito luxo, há mansões que começam em US$ 1,5 milhão e passam dos US$ 10 milhões.

CUSTO DE VIDA  nas principais cidades

Além dos preços dos imóveis e das características principais das três cidades mais importantes do Texas, é importante ter uma noção do custo de vida nelas. Por serem as maiores e mais prósperas, os custos são praticamente iguais em vários itens, mas sempre levando em conta que alguns valores poderão elevar ou diminuir os preços, dependendo de certo hábitos e do número de pessoas na família.

Alimentação

Os gastos com supermercado, incluindo uma boa compra em todas as seções, geram um gasto mensal por pessoa que vai de US$ 200 a US$ 240. Se for alguém que não gosta muito das chamadas guloseimas, o custo pode ficar abaixo dos duzentos dólares/mês. Quem gosta de comer fora terá ótimas opções, nas churrascarias, chamadas de steakhouses, é possível comer à vontade por US$ 12 dólares. Nos fast-foods, o gasto fica entre US$ 5 e US$ 8. Já em um restaurante de bom nível, na média, o cliente pagará de US$ 12 a US$ 18.

Transporte

O transporte público é deficitário em muitos locais, especialmente para quem irá residir nos subúrbios, pois em muitos não há linhas e nos que existem, são poucas. No caso das três cidades que pesquisamos, apenas as regiões centrais são relativamente bem servidas, o que obrigatoriamente leva os moradores a terem um automóvel. A boa notícia é que os gastos com gasolina serão baixos já que o combustível no Texas é barato, a média mensal não costuma passar de US$ 100 dólares. No caso dos seguros de carros, os preços variam de US$300 a US$800/anuais.

Água e luz 

Muitos fatores determinam o valor mensal das contas de água e luz (ter piscina ou não, tempo de banho, muitos aparelhos eletrônicos), mas imaginando uma família de quatro pessoas, podemos estimar que no caso da água, os gastos fiquem entre US$ 27 e US$ 50, e da luz, de US$ 40 a US$ 90.

TV a cabo, telefone e internet

São muitos os tipos de pacotes que combinam TV a cabo, internet, telefone, por isso, os valores dependerão principalmente de quantos canais a família irá querer ter e da velocidade da internet contratada, portanto os preços podem variar de US$ 50 a US$ 200.

Lazer

É possível se divertir muito gastando pouco ou até mesmo nada nessas três cidades. Há muitos parques, locais públicos e rios totalmente gratuitos. Existem também acampamentos, fazendas e ranchos que cobram de US$ 10 a US$ 20 dólares por pessoa. Além disso, há várias outras atividades como shows, esportes, festivais etc., nesses casos, não é possível estipular uma média, pois há os que podem custar US$ 5 como os que podem custar centenas de dólares, como no caso de um show com um superastro da música.

Saúde e Educação

É de conhecimento praticamente de todos que as escolas públicas nos Estados Unidos são gratuitas e oferecem excelente qualidade de ensino. Já no caso da saúde, a situação muda e é preciso ter um bom seguro individual ou familiar, pois os custos hospitalares são absurdamente altos.

Um bom seguro saúde familiar para quatro pessoas custará de US$ 600 (básico) a US$ 1500 (avançado), mas é importante ressaltar que essa é uma área extremamente complexa e que mesmo tendo um seguro contratado, a pessoa terá que pagar parte dos custos em consultas e exames. São muitos tipos de contrato, por isso, vale a pena conversar com quem já está vivendo na América há um bom tempo e pode fornecer dicas valiosas sobre o melhor seguro a escolher.

Impostos

Outro atrativo que o Texas possui em relação a muitos estados americanos, é o valor dos impostos. Os residentes são isentos de taxas estaduais. Por ano, em média, os texanos pagam em impostos US$ 3.500, já os californianos pagam US$ 4.900 e os nova iorquinos US$ 7.400.

Mais um detalhe sobre os imóveis

No caso dos valores dos imóveis que citamos nesta matéria, muitos são locados já com geladeira, fogão, micro-ondas, máquinas de lavar e passar.